Com sistema instável, B.Os ainda são feitos à mão

Quem procura a delegacia espera mais que o habitual para registrar boletim de ocorrência

Com sistema instável, B.Os ainda são feitos à mão Homem espera na Depac Cepol para registrar boletim. (Foto: Henrique Kawaminami)

O Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) da Polícia Civil, onde são registrados os boletins de ocorrência em Mato Grosso do Sul, continua instável na manhã desta terça-feira (2). Por causa disso, na hora de fazer o boletim, a população tem que esperar mais do que o habitual.


É o caso de um homem de 32 anos que teve o celular roubado. Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) há mais de uma hora, foi informado que o procedimento irá demorar. "Me falaram que o sistema está instável. Eu sabia que iria demorar, porque aqui é sempre cheio, mas não imaginava que fosse tanto. Já vi que vou perder a manhã, mas preciso fazer o B.O”, disse à reportagem.


Outra menina, de 18 anos, também espera para atendimento. "Saiu um servidor dizendo que o sistema está fora do ar e que vai 'demorar muito' para fazer boletim", disse a jovem.


A reportagem esteve na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), onde também foi informada que o sistema estava "ruim". Contudo, os boletins não estão sendo feitos à mão, como aconteceu nesta segunda-feira (1º).


Apesar dos relatos, a Sejusp-MS (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), em resposta ao questionamento, afirmou que o sistema já está funcionando. "O sistema apresentou instabilidades ontem, mas já está funcionando normalmente".

Mais lidas