Simone é cotada para ser candidata a vice-presidente na chapa de Lula em 2026

Simone é cotada para ser candidata a vice-presidente na chapa de Lula em 2026 Sem chance eleitoral em MS, Simone tem potencial no País e pode ser vice de Lula em 2026 – todos os vices indicados pelo MDB viraram presidente (Foto: Arquivo)

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, é um dos três nomes cotados pelo MDB para ser companheiro de chapa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2026. O partido articula para indicar o nome para substituir Geraldo Alckmin (PSB), atual ministro do Desenvolvimento Econômico.


Ex-prefeita de Três Lagoas, ex-vice-governadora, ex-deputada estadual e ex-senadora da República, Simone foi candidata a presidente da República e conquistou o 3º lugar, com 4,915 milhões de votos. O apoio da emedebista foi considerado decisivo para a vitória de Lula sobre Jair Bolsonaro (PL).


Agora, o MDB articula para indicar o candidato a vice-presidente. Além de Simone, o partido conta com o ministro dos Transportes, o senador licenciado Renan Filho, e o governador do Pará, Helder Barbalho.


Os últimos três vices do MDB acabaram assumindo a presidência da República, José Sarney assumiu o comando do País com a morte do titular, Tancredo Neves, antes da posse em 1985. Itamar Franco virou presidente com o impeachment de Fernando Collor de Mello em 1992.


O último foi Michel Temer (MDB), que assumiu a presidência da República com o impeachment de Dilma Rousseff (PT) em 2016.


De acordo com a revista Veja, pesquisa nacional do MDB apontou que Simone Tebet é o único nome da legenda conhecido em todas as regiões do País. Contudo, a ex-senadora implodiu pontes com o seu reduto eleitoral, Mato Grosso do Sul, e tem poucas chances de ter sucesso no Estado, seja para qualquer cargo político.


Mais lidas